fala quiança

tava no ônibus hoje e no banco da frente tinha um rapaz com a filha no colo. a menina devia ter uns 2, 3 anos de idade. aquele momento mágico da vida quando a criança finalmente aprende a falar e formar frases e, consequentemente, infernizar os ouvidos de todo mundo. mas sem amargura aqui, a menina era até fofinha. ela ficava apontando as coisas que via na rua e mostrando pro pai. tudo num volume bem alto pra todo mundo no ônibus ouvir e ficar fazendo cara de bichinho e dizendo: “awwwwwwwwwwwwwn”.

enfim, num dado momento da viagem, a menina apontou pra alguma coisa na rua e falou: “olha, pai: muuuuuu”. eu, a princípio, não consegui ver o que diabos ela tava vendo, mas deduzi, claro, que era algo assim:

instantes depois, para minha surpresa, descobri que não era isso. na verdade o ônibus tava passando na frente do spettus. tipo… sabe spettus? churrascaria e tal. minha mente entrou em parafuso. a menina só podia ter uma visão além do alcance ou algo assim porque o que ela viu mesmo foi isso:

mas aí, em questão de instantes também, eu entendi o que tava acontecendo. na frente do spettus tinha uma escultura de uma vaca. coisa mais mórbida, mas enfim. pelo menos a morbidez não foi da menina fofinha de 2, 3 anos de idade. o mundo ainda é belo.

4 Respostas

  1. a ta a carne tava mau passada entendi

  2. vaiver ela n tava afim de comer carne ne

  3. muuuu

  4. Amor de pai e filha é lindo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: